Dicas







Como cuidar do seu móvel laqueado?

Não utilize álcool ou derivados na limpeza das peças. Poderá ser feita com sabão neutro e água limpa.

Evite deixar a peça laqueada sob o sol, pois poderá mudar a sua tonalidade, além de ressecar a pintura.

Para voltar o brilho natural do verniz ou laca, poderá ser aplicada uma camada fina de massa de polir veículos, limpando-a em seguida com uma flanela fina, macia e seca.
 


Estilos de móveis mais antigos

Grande parte dos móveis de madeira que você encontrar provavelmente serão dos estilos coloniais tradicionais inglês e norte-americano. Vejamos agora as características especiais desses dois tipos populares.

Estilos básicos dos móveis ingleses

Os critérios a seguir o ajudarão a determinar se o seu móvel antigo é de origem inglesa.


Rainha Anne
Início do século XVIII
Madeiras utilizadas: imbuia, cerejeira, mogno bordo e carvalho.
Descrição: curvas delicadas, pernas curvas (cabriolé) sem travessas ou apoios para pés, pouca decoração, muito simples; em formato de concha.

Georgiano de Chippendale
Final do século XVIII
Madeiras utilizadas: mogno
Descrição: semelhante ao estilo da Rainha Anne, entalhes ornamentados, delicados e ousados, muitos temas, inclusive rococó inglês, chinês, grego clássico; encostos de cadeiras bem trabalhados.

Georgiano de Adam
Final do século XVIII
Madeiras utilizadas: mogno
Descrição: linhas retas e finas; forte influência do grego clássico; colunas caneladas, entalhes em baixo relevo, guirlandas especialmente drapejadas.

Georgiano de Hepplewhite
Final do século XVIII
Madeiras utilizadas: mogno; entalhes e ornamentos 
em madeira cetim
Descrição: com base no estilo de Adam; pernas retas e estreitas; encosto de cadeira em formato de escudo oval ou coração; menos ornamentada; entalhes delicados.

Georgiano de Sheraton
Final do século XVIII
Madeiras utilizadas: mogno
Descrição: semelhante ao estilo de Hepplewhite e outros estilos georgianos; linhas mais retas e perpendiculares; influência do grego clássico, encostos de cadeira em formato de lira; ornamentos e entalhes mais grossos.

Regency (Regência)
Início do século XIX
Madeiras utilizadas: mogno
Descrição: curvas simples e ousadas; escala menor; mais funcional; mais íntimo; uso de cores.

Vitoriano
Final do século XIX
Madeiras utilizadas: mogno, imbuia, jacarandá
Descrição: pesado, maciço, imponente; acabamento escuro; design deselegante; entalhes e decorações; uso de tampos de mármore.



Estilos básicos dos móveis norte-americanos

Os critérios a seguir o ajudarão a determinar se o seu móvel antigo é de origem norte-americana.

Início da era colonial 
Século XVII 
Madeiras utilizadas: pinho, vidoeiro, bordo, imbuia 
Descrição: híbrido dos estilos ingleses; linhas quadradas; construção sólida; decoração pesada e muitos entalhes.

Final da era colonial
Século XVIII
Madeiras utilizadas: pinho; mogno
Descrição: madeira importada, interpretações dos estilos da Rainha Anne e Georgiano; formal. Cadeiras estilo Windsor.

Federal
Início do século XIX
Madeiras utilizadas: mogno, cerejeira
Descrição: interpretações dos estilos georgianos; variações do estilo Sheraton, criados por Duncan Phyfe; certa influência francesa; versões mais pesadas dos estilos ingleses. Embaladeiras estilo Boston, cadeiras estilo Hitchcock.

Pennsylvania Dutch (alemães da Pensilvânia) 
Final do século XVII até meados do século XIX
Madeiras utilizadas: bordo, pinho, imbuia, árvores frutíferas
Descrição: sólido, simples, estilo germânico; decorações germânicas com muitas cores.

Shaker 
Final do século XVIII até meados do século XIX
Madeiras utilizadas: pinho; bordo
Descrição: muito funcionais, sem decoração, trabalho artesanal muito minucioso, design excelente.

Chega uma hora em que temos que decidir se de fato vale à pena restaurar uma peça de antigüidade. Veremos algumas dessas situações na próxima seção:


 

As pernas das mesas e cadeiras caracterizam o estilo de móvel